Dia Nacional do Teatro é comemorado neste domingo, 19

Dia Nacional do Teatro é comemorado neste domingo, 19

André Barros, ator rio-grandino, fala um pouco sobre sua história e relação com esta arte.

Por Marianna Bertoldi 19/09/2021 - 07:00 hs

Hoje, 19 de setembro, é comemorado no Brasil o Dia Nacional do Teatro. No Brasil o teatro surgiu ainda no século XVI, através das composições teatrais escritas pelos padres jesuítas nas ações de divulgação da fé religiosa entre os indígenas. Foi só a partir do século XIX,  com a chegada da corte portuguesa no Brasil, que a arte de representar começou a se desenvolver de forma mais intensa.


A cidade do Rio Grande possui diversos artistas envolvidos com a arte da atuação. Um deles é André Barros, que há alguns anos realiza apresentações teatrais na cidade. André conta que desde sua infância sempre gostou muito de fantasiar e usar a criatividade, mas que a primeira vez que subiu ao palco do Teatro Municipal do Rio Grande foi no ano de 1996, em apresentação conjunta com a academia de dança Art & Manhas. A partir de 1997 ele se juntou à Academia Ensaio de Dança, e pode participar de dezenas de espetáculos como bailarino e também como ator. 


André conta que, para ele, o que marcou de fato sua carreira como ator de teatro foi sua apresentação do monólogo “DESDE QUE ...”, em 2008. Ele conta: “a apresentação desse monólogo foi o marco definitivo da minha carreira como ator, pois, depois disso, começaram a surgir vários convites para outros trabalhos, assim como oportunidades de participação em festivais, curtas metragens universitários e, inclusive, para dar aulas de teatro, o que eu nunca tinha feito ou sequer pensado em fazer antes”. 


Em relação às oficinas e aulas por ele ministradas em Rio Grande, ele conta que começou ministrando oficinas na Escola Estadual Emílio Mallet e Barão do Cêrro Largo. Mais tarde, foi chamado para dar aulas no próprio Teatro Municipal. Na escola Mallet, foi onde deu início ao seu grupo de teatro “Cia de Teatro InAção”, no qual duas atrizes, ex-alunas dessa escola, continuam trabalhando ao seu lado atualmente, Nicole Píres e Jannine Dias. 


O ator também comenta sobre algumas apresentações teatrais realizadas no Teatro Municipal que o marcaram. Dentre muitas peças, ele cita: “uma peça chamada ‘Vento no Litoral’, com André Gonçalves e Cassiano Carneiro no elenco, baseada na música homônima da banda Legião Urbana. Outras apresentações que me marcaram foram “Cara Metade” e “Entre Quatro Paredes”, com a direção do atual Secretário de Cultura do Município, Luiz Henrique Drevnovicz. Assim como as peças do diretor rio-grandino Marlon Britto, da Cia de Teatro Era Uma Vez, sempre eram de altíssima qualidade”. 


Sobre trabalhos futuros, ele conta que está trabalhando preparando dois monólogos. Um é com a atriz Jannine Dias chamado “Antes Só”, cuja história se passa durante a atual pandemia, e o outro monólogo será dele próprio e chama-se “No Olho da Rua”, sobre um homem desesperado que fica batendo na porta de casa, pedindo perdão a sua amada. Também possui o projeto de reapresentar uma peça infantil de seu repertório chamada “O Sótão de Blue”, porém nenhum desses projetos têm data marcada. As oficinas de teatro estão suspensas até o momento. Estamos na pós-produção de um curta metragem chamado “Reza Forte” e temos vários outros trabalhos na linha de produção para acontecer.